Notícias

Notícias

set 22, 2021

Estímulo à atividade profissional pode contribuir para a saúde mental

O mês de setembro acende um importante alerta para os cuidados com a saúde mental, sobretudo dos jovens. De acordo com a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), são registrados mais de 13 mil suicídios todos os anos no Brasil e mais de 1 milhão no mundo. Esta triste realidade afeta, em sua maioria, os jovens e, por isso, a importância de estar atento aos sinais e agir preventivamente em prol da saúde mental deles.

Pensando nisso, o Instituto Euvaldo Lodi (IEL) – que trabalha com o público jovem – orienta às empresas a estarem atentas aos sinais apresentados pelos jovens em seu dia a dia no estágio, e sugere a criação de espaços que favoreçam a escuta, o diálogo e o compartilhamento de sentimentos e emoções, criando assim uma rede de apoio, tanto para os colaboradores quanto para os estagiários.

“Sabemos que existem muitos quadros emocionais que dependem de um acompanhamento médico e psicológico, mas, aliado a isso, podemos usar o nosso ambiente de trabalho para a prática de atitudes saudáveis, com intuito de contribuir no combate à doença”, destacou a psicóloga do IEL-PE, Silviane Melo.

Ainda conforme a ABP, cerca de 96,8% dos casos de suicídio estavam relacionados a transtornos mentais. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e de abuso de substâncias.

O estágio, além de ser um espaço de aprendizagem, atua também como rede de apoio a esses estudantes que vivenciam seus dilemas e conflitos emocionais. “Compreendemos que o estágio não será a solução da doença, mas possibilitará ao jovem a pensar em novos caminhos, perspectivas e em seu propósito de vida, promovendo a melhoria em sua saúde mental e qualidade de vida.”, destacou Silviane.

Diante disso, a psicóloga do IEL-PE reforça o alerta para que as empresas propiciem um ambiente empático e acolhedor. “Estamos no meio de uma pandemia, em que muitas pessoas sentiram mais fortemente as emoções por todo o processo que vivemos. Silviane sugere também que as pessoas se permitam a buscar ajuda de profissionais especializados quando perceberem que sozinhas não conseguem dar conta dos seus conflitos e sofrimento emocional”.

SETEMBRO AMARELO – Em alusão ao Setembro Amarelo – Mês de Prevenção ao Suicídio, o SESI-PE está com a campanha “Quem cuida da mente, cuida da vida”. A Rede de Ensino está desenvolvendo ações de promoção e proteção à saúde mental nas escolas durante todo o mês, como rodas de conversa sobre como identificar comportamentos de risco, oficinas com os professores das unidades e criação de painel com mensagens positivas. Além disso, os estudantes também podem contar com os profissionais do Serviço de Atenção Psicológica da rede de ensin

Compartilhe
compartilhe